TRADUÇÃO

Domingo, 30 de Agosto de 2009

SUA MAGESTADE A ÀRVORE

Ouço um leve murmúrio de dor e tristeza.
O que será que está acontecendo com a Natureza?!...
Antes era tudo uma maravilha, uma grande beleza.
Hoje vejo tanta maldade tanta frieza.
Quantas árvores destroçadas,
Rolam sem vida e tristes pelo chão.
Com dureza e com maldade são arrancadas
Até a raiz, num só puxão.
" Quem é você pequeno grão?"
Sou somente uma pequena semente.
Daquela que morreu tão indiferente.
Chorou, gemeu, gritou, na minha frente,
Quando lhe amarraram uma forte corrente.
E a derrubaram sem dó, de repente.
Um grande monstro lhe decepou a vida.
Rangendo dentes, sem uma única despedida.
Uma enorme motosserra tirou a sua preciosa vida,
Causando-lhe dores e inúmeras feridas.
Veja, como pequena eu sou!...
Mal me enxergas, na palma da tua mão.
Sou igual aquela que há 20 anos aqui morou,
debaixo de um punhado de terra,
Que alguém por ventura lhe jogou.
Esse pequeno pedaço de tronco que dela sobrou,
Era uma enorme árvore que muitas alegrias espalhou.
Muitos bons frutos, ela carregou.
Muitos amores ela ocultou.
Muitos corpos sedentos ela abrigou.
Muita sombra deu, muitos segredos guardou.
Se olhares atento pelo chão,
Hás – de encontrar, algum meu irmão.
Pegue-nos e nos coloque no chão,
Debaixo de um pequeno e amassado torrão.
Dentro de pouco tempo então,
Verás que tudo isso não foi em vão.
Logo que a chuva nos molhar.
Bem depressa iremos brotar.
Com alegria e amor, faremos a vida voltar.
E tudo à nossa volta irá de novo brilhar.
Com poucos dias as nossas folhas irão aparecer.
Bem depressa elas irão crescer.
Meu frágil corpinho, logo irá endurecer.
E forte irá para o Céu se erguer.
Vou demorar uns bons anos, para igual ser,
A essa minha árvore mãe, que acaba de morrer.
Por causa da ganância de certo ser,
Que quer com o sacrifício da Natureza enriquecer.
Esquece-se, que somos nós que o ar purificamos.
O mesmo ar que de graça a ele damos.
Que nem a sombra dele lhe cobramos.
Que vem de nós os bons frutos,
Que sua fome lhe saciamos.
Com a nossa frondosa copa o abrigamos,
Dos ventos fortes, da chuva e de outros danos.
E que tudo o que tem de bom na linda Natureza,
Somos nós que de coração lhe ofertamos.
 

 

publicado por saozinhasimoes às 19:03

link do post | comentar | favorito

GEOCLOCK


contador gratis

Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

posts recentes

A REDE

FELIZ ANO NOVO

FELIZ NATAL

SABEDORIA

OS AMIGOS

A ESSÊNCIA DA FELICIDADE....

SOMENTE POR SER MULHER

A MÁGICA OPÇÃO

AMOR, PERDAS, PARTIDAS E ...

...

arquivos

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

links

MUSICA


Contador Grátis
myspace layouts, myspace codes, glitter graphics