TRADUÇÃO

Quarta-feira, 29 de Março de 2006

ERA UMA VEZ...

Havia uma ilha, e lá viviam todos os sentimentos e valores do homem.

O Humor, a Tristeza, a Sabedoria, como também todos os demais, incluíndo o Amor.

 

Então, todos prepararam os seus barcos para partirem. Somente o Amor ficou esperando só, até ao último momento.

 

Quando viu que teria mesmo que deixar a ilha, resolveu pedir ajuda.

 

A Riqueza passou pelo Amor no seu belíssimo barco; então o Amor perguntou-lhe:

" Riqueza, podes levar-me contigo?"

A Riqueza, respondeu-lhe:

- Não posso, pois tenho muito ouro e muita prata no meu barco. Não há lugar para ti."

 

Então o Amor resolveu pedir ajuda ao Orgulho que estava passando num belo barco.

" Orgulho, podes levar-me contigo?"

Respondeu o Orgulho:

" Não posso levar-te Amor, aqui é tudo perfeito e poderias arruinar o meu barco."

 

Passando pela Tristeza, O Amor disse-lhe:

" Tristeza, imploro-te, deixas-me ir contigo?"

Oh, Amor, respondeu a Tristeza, " estou triste demais e necessito de estar só."

 

O Bom Humor passou em frente ao Amor e estava tão contente que nem o ouviu a chamar.

 

De repente, uma voz disse: -" Vem Amor, eu levo-te comigo".

O Amor ficou tão feliz que até se esqueceu de perguntar o seu nome.

 

Quando chegou em terra firme, o viajante desapareceu.

 

E então o Amor perguntou ao Saber: - Podes dizer-me quem foi que me ajudou?"

 

Respondeu o Saber: - Foi o Tempo.

 

" O Tempo?", perguntou o Amor.

" E porque será que o Tempo me ajudou?"

E assim, o Saber que tem muita sabedoria, respondeu:

" Pois só o Tempo é capaz de compreender a importância do Amor na vida."  

publicado por saozinhasimoes às 19:36

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Março de 2006

A PEDRA BRILHANTE E A PEDRA ESCURA

Encontravam-se dois irmãos a brincar junto de sua casa, quando, a certa altura, repararam em duas pequenas pedras juntas, misturadas  com todas as outras, mas que se distinguiam.

Uma, brilhante, irradiava raios de luz, quando o sol a atingia. A outra, parecia uma pedra vulgar, já que se encontrava envolvida de terra seca e de pequenas ervas que tentavam, aí, fazer o seu habitat.

Achando isto invulgar, os dois irmãos levaram para casa as duas pedras. O Manuel levava a pedra luzidia e ia radiante e todo satisfeito com a beleza da pedra e os efeitos que o sol nela provocavam. O João ia mais na expectativa já que a pedra que levava, embora tendo a mesma forma, era escura e não apresentava qualquer beleza exterior. As duas pedras eram muito semelhantes.

Chegados a casa, o pai, que era comerciante de pedras preciosas, verificou imediatamente e com espanto que a pedra trazida pelo Manuel era uma pedra preciosa. Depois, passou alguns dias a trabalhar sobre a pedra que trazia o João. Descobriu que a pedra escura era, também ela, uma pedra preciosa igual à outra; mas, maltratada pelo tempo, tinha perdido a sua verdadeira expressão exterior. Duas pedras semelhantes. Duas pedras, aparentemente, diferentes. duas pedras preciosas iguais.

publicado por saozinhasimoes às 20:41

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Março de 2006

NECESSITAMOS URGENTEMENTE

UMA BORRACHA:

Para apagar da nossa vida tudo o que nos desagrada.

 

UM SABONETE:

Para retirar as marcas das máscaras que usamos no dia-a-dia.

 

UMA TESOURA:

Para cortar tudo aquilo que nos impede de crescer.

 

UM PÁSSARO:

Que nos ensine a voar alto e contar com liberdade.

 

UM JARRO:

Para conservar o carinho e amadurecer o amor.

 

LENTES, CORRECTORAS DA VISÃO DA VIDA:

Que nos permitam enxergar, com amor, o próximo e a natureza.

 

UM ESQUILO:

Que nos mostre como galgar os ramos da árvore da sabedoria.

 

AGULHAS GRANDES:

Para tecer sonhos e ilusões.

 

UM COFRE:

Para guardar as lembranças construtivas e edificantes.

 

UM ZÍPER:

Que permita abrir a nossa mente quando se deseja encontrar respostas, outro para fechar a nossa boca  quando for necessário, e outro para abrir nosso coração.

 

UM RELÓGIO:

Para mostrar que é sempre hora de amar.

 

UM REBOBINADOR DE FILMES:

Para recordar os momentos mais felizes das nossas vidas.

 

SAPATOS DA MORAL E DA ÉTICA:

Para pisarmos com firmeza e segurança por onde quer que formos.

 

UMA BALANÇA:

Para pesar tudo que é vivido e experimentado.

 

UM ESPELHO,... NÓS MESMOS!!!

Para admirar uma das obras mais perfeitas de DEUS...

publicado por saozinhasimoes às 17:21

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Março de 2006

O HORIZONTE

Certa vez, uma pessoa

chegou ao céu e pediu para falar com Deus

porque segundo o seu ponto de vista,

havia uma coisa na criação que não fazia sentido.

 

Deus atendeu-o de imediato,

curioso por saber qual seria a falha na criação.

 

- Senhor Deus, a Tua criação é muito bonita,

e cada coisa tem a sua razão de ser,

mas no meu ponto de vista existe uma coisa

que não serve para nada,

disse aquela pessoa para Deus.

 

- E que coisa é essa que não serve para nada?

perguntou Deus.

- É o horizonte.

Para que serve o horizonte?

Se dou um passo em direcção ao horizonte

ele se afasta um passo de mim.

 

Se caminho dez passos ele se afasta outros 10 passos.

Se caminho quilómetros em direcção ao horizonte

ele se afasta os mesmos quilómetros de mim.

Isto não faz sentido.

O horizonte não serve para nada.

 

Deus olhou para aquela pessoa, sorriu e disse:

- É justamente para isso que serve o horizonte:

para fazer as pessoas caminhar!!!

publicado por saozinhasimoes às 18:03

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Março de 2006

TODO TRABALHO É DIGNO

Em um largo rio, de difícil travessia, havia um barqueiro que atravessava as pessoas de um lado para o outro.

Numa dessas viagens, iam um advogado e uma professora.

O advogado como gostava de falar muito, perguntou ao barqueiro:

- Meu caro barqueiro, o Sr. entende de leis?

- Não senhor - respondeu o barqueiro.

O advogado, compadecido desse-lhe:

- É uma pena... perdeu metade da vida!

O barqueiro nada respondeu.

A professora, muito social, entra na conversa:

- Sr. Barqueiro, o senhor sabe ler e escrever?

- Também não sei, respondeu o barqueiro.

- Que pena...disse a professora, perdeu metade da vida!

Nisto chega uma onda bastante forte e vira o barco.

O barqueiro, preocupado, pergunta:

- Vocês sabem nadar?

- Não! - responderam eles rápidamente.

- Então é pena... concluíu o barqueiro, vocês perderam toda uma vida!

 

MORAL DA HISTÓRIA

"NÃO HÁ SABER MAIS OU SABER MENOS: HÁ SABERES DIFERENTES" (Paulo Freire)

TODO O TRABALHO É DIGNO E DEVE SER RESPEITADO. PENSE NISTO E SAIBA DAR VALOR A TODAS AS PESSOAS COM QUEM CONVIVE NO SEU DIA A DIA.

 

publicado por saozinhasimoes às 17:41

link do post | comentar | favorito

Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

posts recentes

A REDE

FELIZ ANO NOVO

FELIZ NATAL

SABEDORIA

OS AMIGOS

A ESSÊNCIA DA FELICIDADE....

SOMENTE POR SER MULHER

A MÁGICA OPÇÃO

AMOR, PERDAS, PARTIDAS E ...

...

arquivos

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

links

MUSICA


Contador Grátis
myspace layouts, myspace codes, glitter graphics